NÃO ESQUEÇA A VIOLÊNCIA SANGUINOLENTA DOS NEONAZISTAS: UCR NIA – 2014ODESSA, 2 DE MAIO. MARIUPOL, 9 DE MAIO DE 2014

Em 2014, o governo eleito democraticamente da Ucrânia, liderado pelo então Presidente Viktor Yanukovic, sofreu um golpe de estado concebido pelo imperialismo,  visando retirar a Ucrânia de uma posição de neutralidade e posicioná-la ao lado dos EUA e seus aliados ocidentais, levando-a ao combate contra a Rússia, transformando-a em membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte ( OTAN), o braço militar do imperialismo.  O golpe foi executado pelo movimento Euromaidan, composto por forças de orientação neonazistas, como o famigerado Batalhão Azov, e pela oligarquia mafiosa da Ucrânia.

Entre as atrocidades cometidas pelo Euromaidan, está vivo, na memória de todos, o dantesco incêndio da Casa dos Sindicatos, na cidade de Odessa provocado por bombas molotov jogadas contra o prédio por neonazistas, no dia 2 de maio de 2014. 

(Credito Yevgeny Volokin/Reuters)

O incêndio criminoso foi ateado por neonazistas que jogaram bombas molotov  contra o prédio. E no interior da Casa dos Sindicatos estavam muitas pessoas e sindicalistas. Os que tentavam fugir das chamas eram golpeados com bastões ou metralhados, nas portas do prédio ou na rua. Pouquíssimas pessoas se salvaram desse crime horroroso.  As imagens tétricas desses fatos percorreram o mundo pelas estações de TV e por redes sociais.

O dia 9 de maio é celebrado como o Dia da Vitória  sobre o nazismo na Segunda Guerra Mundial pela Federação Russa e por outros países. 

Nesse dia, em 2014, na cidade Mariupol, um importante porto no Mar de Azov, manifestantes celebravam o Dia da Vitória com uma marcha pacífica e ordeira. 

Lembravam que a cidade tinha sido ocupada, entre 1941 e 1943, e praticamente destruída pelo exército alemão, sendo, posteriormente, reconstruída pela então União Soviética.

Foi o bastante para que as forças neonazistas ucranianas atacassem os manifestantes, com tanques de guerra, armamentos de diversos calibres, provocando dezenas de mortos e feridos.

(Manifestantes tentam deter um tanque de guerra lançado contra participantes da marcha do Dia da Vitória em Mariupol, em 9 de maio de 2014)

Quando muitos países se deixam seduzir pelos cantos de sereia de grupos de extrema direita é significativo lembrar que o nazi-fascismo, em suas  diversas ramificações, só produz violência, assassinatos, fome, miséria.

Nos dias de hoje os neonazistas ucranianos, apoiados pelo imperialismo americano e seus aliados, continuam a guerra contra as Repúblicas Populares de Donestk e Lugansk que não aceitam o domínio fascista. 

É preciso que a civilização derrote a barbárie.

Lembrança criada por um grupo de internacionalistas – Cláudio Ribeiro, Erecina Figueiredo, Nubem Medeiros, Luciano K. Vieira e Humberto Carvalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: